Copyright  © 2000 Medicina On line - Revista Virtual de Medicina
Volume 2 - Número 6 - Ano II (Abr/Mai/Jun de 1999)

Prof. Dr. Osvaldo Ramos

Med On Line publica dois textos do Prof. Arthur Beltrame Ribeiro, sobre o falecimento do Prof. Osvaldo Ramos. O primeiro texto foi dito pelo Dr. Arthur nos momentos antes do sepultamento do Prof. Osvaldo e o segundo texto feito para uma revista médica (Hiperativo). Em ambos, o leitor sentirá a emoção da perda e a profunda tristeza expressada por todos, através das linhas do Prof. Arthur.

Med On Line entrevistou o Prof. Osvaldo ha cerca de 1 ano. Na entrevista você poderá conhecer todo o humor e vivacidade que fizeram dele a sua marca registrada. Na capa deste número clique no número 2 para ler ou reler a entrevista.

Editor



Professor Osvaldo Luíz Ramos
(1928-1999)

Texto do Professor Arthur Beltrame Ribeiro(*), durante o sepultamento do Prof. Osvaldo Ramos

Cumpro com pesar a tarefa de saudar nosso Mestre, nosso grande amigo Professor Oswaldo Luiz Ramos, falecido, em 30 de Maio de 1999. É fácil falar do Médico e Professor Oswaldo Luiz Ramos; os elementos são muitos, a riqueza de realizações é imensa. 

O Prof. Oswaldo Ramos formou-se médico pela Escola Paulista de Medicina em 1951. Escola que conheceu aos 5 anos de idade pelas mãos de Jairo Ramos, seu pai. Forma-se pela EPM em 1951 e dela não mais se separa a não ser no ano de 1955 quando obtém o titulo de Master of Science in Investigative Medicine pela Universidade McGILL e posteriormente nos anos 1958 e 1959 trabalha como Research Fellow na Columbia University. 

Aos 10 anos de formado obtém o titulo de Professor Livre Docente em Clínica Médica e seis anos depois chega ao cargo de Professor Titular; o cargo máximo da carreira. Chefiou a Disciplina de Nefrologia por 23 anos, foi chefe do Departamento de Medicina da EPM por duas vezes a primeira em 1970. 

Projeta-se nacionalmente como médico, mas principalmente como grande Educador, Chefia a Comissão de Ensino Médico, é Presidente da área Médica da CAPES, Lidera o movimento Nacional de Valorização dos Hospitais Universitários perante o Ministério da Saúde e o MEC; Incentiva o ensino médico através da Residência Médica da qual foi um líder nacional; É presidente da Pós Graduação da EPM após fundar o primeiro curso de pós graduação em Nefrologia em nosso país; É diretor clinico do Hospital São Paulo, Presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Fundador da Sociedade Brasileira de Investigação Clínica e da Sociedade Brasileira de Hipertensão; Publicou 195 trabalhos em revistas nacionais e internacionais, orientou dezenas de Teses de Mestrado e Doutorado. E sempre, sempre ensinando a ser médico, incansável, a todos que a ele recorriam. Como eu disse é fácil falar do Médico e Professor Oswaldo Luiz Ramos. O difícil, quase impossível, é falar do amigo, do Vadico. 

Não há como sintetizar sua vida sem comentar a "secção" de metabolismo e nutrição onde tudo se iniciou. Após 2 anos na hemodinâmica com seu amigo de toda vida Oscar Pimentel Portugal o Dr. Oswaldo junta-se a Magid Iunes; Henrique Barros Barreto; Antoine Yunes, logo recebendo Horácio Ajzen e Maria Cacilda Camara Lima. Era dentro do Departamento de Medicina um grupo único; realizador, inovador que magnetizava a todos em especial estudantes e residentes. Aqui um parêntese: "É impossível falar de Oswaldo Ramos sem imediatamente pensar em Horácio Ajzen que o conhece em 1953 quando ele, Horácio é ainda terceiranista. Estabelece-se uma amizade, uma completariedade diária para toda vida. Unem-se Oswaldo e Horácio, Vera e Léa. Nós todos vimos, não precisamos explicar. Não saberia explicar o magnetismo que o Vadico exercia sobre todos nós na nossa querida "secção", e depois na Nefrologia. Era por sua inteligência, imbatível ? Era por sua energia; inigualável ? Por sua timidez - ousadia; por sua capacidade de nos seduzir e de rapidamente nos valorizar ? Era pelo seu amor à EPM a sua maior paixão profissional só de longe seguida pela que sentia pelo São Paulo Futebol Clube. Não sei, acho que talvez fosse por tudo. 

Tenho certeza que todos os que o acompanharam e foram muitos, me compreendem quando digo: Valeu a pena, obrigado pela aventura Vadico. Fica com todos nós sua energia, suas tiradas, sua vivacidade, sua inteligência - seu exemplo. Espero que possamos, todos, fazer juz ao seu legado.


Texto do Professor Arthur Beltrame Ribeiro(*), para uma revista médica, sobre o falecimento do Prof. Osvaldo Ramos

A perda do Dr. Oswaldo quando ainda tinha muito a contribuir deixa espaço para muita tristeza mas também para muita reflexão. Refletir sobre sua obra na EPM é fácil. Deixa uma disciplina e um hospital - o hospital do rim e hipertensão mantido por uma fundação que leva seu nome. A disciplina de nefrologia, com 14 docentes, todos doutores e com estágio no exterior transformou-se numa verdadeira incubadora de recursos humanos. Já formamos 126 Mestres e 95 Doutores. Atualmente 129 pós-graduandos estão em orientação, e 718 trabalhos foram publicados. O Hospital do Rim é hoje o maior centro de transplante do mundo além de intensa atividade na área de hipertensão, diabetes e nefro-urologia. Isto seria por sí, só um atestado vivo do que significava a liderança do professor Oswaldo Ramos. Ao mesmo tempo que construiu esta disciplina o Professor Oswaldo teve um imenso impacto nacional como Educador, líder de várias sociedades etc. Os resultados alcançados por seu trabalho não necessitam explicações.

A outra reflexão dentro desta sensação de vazio diz respeito ao amigo, ao homem. Generosidade, inteligência, energia, carisma, presença, interesse, irreverência, compromisso, curiosidade são algumas palavras que encontro para definí-lo. Mas há mais, alegria de viver, garra na adversidade. Um conjunto que parecia imortal. E pensando bem jamais abandonará nossas vidas. A tristeza é substituída pela alegria imensa de por 33 anos ter sido amigo e discípulo do "Vadico".

(*)Prof. Dr. Artur Beltrame Ribeiro, Professor Titular Disciplina de Nefrologia - UNIFESP - EPM Hospital do Rim e Hipertensão